Boteco do Beco: Prato de Hoje: Receita da amizade...

quinta-feira, 22 de março de 2007

Prato de Hoje: Receita da amizade...


É simples como um miojo! O problema é que as pessoas querem fazer do miojo uma lasanha!!!
Perai, deixa eu explicar minha comparação... Mais ou menos assim:
Amizade é um sentimento. Sentimentos nascem de experiências vividas. Amizade é fruto de alguma experiência vivida com alguém...
Não entendeu ainda? Tudo bem!
A amizade é simples como uma folha que cai de uma árvore, mas a humanidade, não diferente de todos os outros sentimentos, adora complicar tudo! Uma amizade, verdadeira amizade simplesmente nasce e dá frutos! Semeada por alguma experiência na qual houve um laço forte que ligasse uma pessoa a outra, OU NÃO!
Assim... É mais fácil explicar pq não encontramos verdadeiras amizades, apesar dessa afirmação estar errada! Tava pensando nisso hoje de manhã, enquanto aguardava minha vez de ser atendido no banco.
Eu vivia reclamando: "Ah, eu não tenho amigos de verdade...", "Ah... as pessoas gostam de mim só por interesse..."
Com esse pensamento, eu afastava de mim toda e qualquer possibilidade de "perceber" uma verdadeira amizade, pq isso não se compra, não se sente... Se percebe!
A amizade é muito sutil... As vezes (a maioria delas) passa despercebida diante dos nossos olhos, nos dá "Oi" e sai de fininho, sem que ao menos a olhemos nos olhos...
Foi o que aconteceu comigo esses dias atrás...
Havia uma garota que fazia teatro comigo... Sempre achei ela simpática, mas nunca rolou mais do que um "OI". Certa vez eu disse pra ela que tinha a impressão de que conhecia ela de algum lugar (bem cara de cantadinha de homem, né?) mas ela disse que fazia muito pouco tempo que estava na cidade, então descartamos a possibilidade...
Eu a via na faculdade também... Mas muitas vezes eu passava por ela e nem um "Oi" acontecia... Pensava então "Putz... q guria metida pra caralho!"
E assim foi... Fui me afastando, afastando, afastando até chegar um momento em que eu mal olhava pra ela e muitas vezes até cheguei a olhar, esperar ela olhar e fazer de conta q não vi (até onde vai a humanidade) só pra me sentir um "humilhador"... (tsk, tsk, tsk)
Então aconteceu que eu vim embora pra Rondônia, e esses dias atrás, adivinha quem me add no Orkut? Ela!
Achei estranho, mas aceitei, pq pensava eu que ela nem lembrava mais da minha existência. Ok... um número a mais no meu Orkut não faz diferença.
Quando eu achei que o surpreendente já havia acontecido, logo após aceitar o convite dela e responder um "Add" nas coxas, eis que ela me adiciona no msn também, fazendo-me achar que fosse um sinal divino anunciando a sétima trombeta do apocalípse!!!
Tudo bem, aceitei também... Nesse mesmo instante já imaginei o céu rompendo em fogo, raios e trovões, e Deus descendo numa nuvem prateada anunciando o fim do mundo e que estaria aberto o julgamento dos vivos!
Contrariando minhas expectativas, nada disso aconteceu! Pelo contrário... Um caloroso "Oiiiiiiiiiiiii" piscando, oscilando entre o rosa e o roxo, dando cambalhotas e com uma estrelinha rodando em volta do "O" apareceu na janela de conversação... (era desses emoticons q cantam, dançam e fazem bolinha de sabão... ¬¬)
Começamos a conversar e conversamos, conversamos, conversamos e foi uma conversa sem fim que foi dissolvendo toda aquela imagem q eu tinha dela... Os estereótipos e os rótulos que insistimos em colocar nas pessoas.... Tudo indo por água abaixo. Hoje, conversamos sempre e nos arrependemos de não ter aproveitado o tempo que estavamos tão próximos! Uma amizade surgiu ali, no inesperado, no imprevisível e no não premeditado e essa sim, é a receita da amizade!
É como se fosse um pássaro. Não podemos prender a amizade de alguém, senão ela não canta, não alegra e morre! A amizade voa livre, vem e volta quando quer e fica para sempre, por mais distante que duas pessoas estejam.
Voltando ao assunto dos "rótulos"... Muitas vezes perdemos uma puta e verdadeira amizade por achar que essa ou aquela pessoa não merece nossa confiança... Por pensar que possuímos o dom de saber quem pode e quem não pode ser amigo.
Já tive amigos que eu considerava como irmãos e me trairam! Não eram amigos de verdade!
Como dizia minha avó, Dona Lívia, "NINGUÉM VEM COM ESTRELINHA NA TESTA!", e ela está certa. Amigos não se escolhem à dedo, não se arrumam em porta de boteco, não se encontra em classificados. Na verdade, não encontramos amigos... É a amizade que nos encontra, que nos marca a ferro e nos une. Aqueles "amigos" por interesse então... nem se fala! Mas como vivemos em um mundo carente de afeto e compaixão, as pessoas se apegam a esses falsos amigos mesmo, pois o mundo já jogou tanta merda nos olhos delas que elas não conseguem mais enchergar um verdadeiro amigo.

Ah... hoje não estou muito a fim de escrever.

Só uma ultima coisa: abra seus olhos do coração e verás quão bela é a vida. E as verdadeiras amizades estarão escondidinhas num cantinho do seu mundo... Elas são assim... Ariscas... Por isso é preciso cativá-las para poder conhecê-las.


Acho q vou fazer um miojo. Cansei de comer as mesmas lasanhas!
Simples!

Um comentário:

Gesse disse...

Oi Paulinho... tão quão belo são as palavras...são os sentimentos refletidos! Cara qdo comecei a participar da Trupe nunca imaginei encontrar pessoas carinhosas e queridas... O mais engraçado é que juntos fizemos uma esquete, falamos muito eu falava e vc escutava a "Shanaina" a falar abobrinhas...rsrsrs e nunca fomos amigos, um muito era olá, boa tarde... qdo vc foi embora pra
Rondonia que nossa amizade começou a florir. O legal de tudo que é uma amizade sem interesses de parte a parte... Cara desejo a ti toda sorte que houver nesta vida, pois vc merece. Um forte abraço e fique na Paz!!!